RELATÓRIO DE ATIVIDADES DOS MESES DE MARÇO E ABRIL DE 2017

TOTAL DE VISUALIZAÇÕES

7.552

TOTAL DE VISITANTES

1.249

VISITANTES DE CIDADES DO ESTADO DE SÃO PAULO

Presidente Prudente, Adamantina, Presidente Epitácio, Pompéia, Assis, São Paulo, Ourinhos, Oswaldo Cruz, Canitar, Campinas, Franca, Promissão, Ribeirão Pires, Tupã, Cândido Mota, Ribeirão Preto, Campos Novos Paulista, Garça, Catanduva, Paraguaçú Paulista, Ilha Solteira, Bauru, Oscar Bressane, Vera Cruz, Duartina, Panorama, Sorocaba, Gália, Araçatuba, Lins, Echaporã, Votorantin, Palmital, Rancharia, Agudos, Guaimbê, Ocauçú, Ubirajara, Lucélia, Nova Odessa, Ribeirão do Sul, Quintana, Barra Bonita, Baruerí, Santo André, Santos, Bastos, Itaquaquecetuba, Jundiaí, Arealva, Mogi das Cruzes, Júlio Mesquita, São Vicente, Guarujá, Praia Grande, Junqueirópolis, Indaiatuba, Maracaí, Americana, Herculândia, Itapetininga, Ibitinga, Santa Cruz do Rio Pardo, José Bonifácio, Oriente, Itú, São Caetano, Monte Castelo, Queiroz, Rinópolis, Lupércio, Pirajuí, Iacri, Piratininga e Bernardino de Campos.

SANTA CATARINA

Balneário Camburiú, Blumenau e Florianópolis

PARANÁ

Jacarezinho, Curitiba, Antonina, Jaguariaíva, Santo Antonio da Platina, Maringá, Londrina e Siqueira Campos

MATO GROSSO

Brasilândia e Cuiabá

RIO DE JANEIRO

Rio de Janeiro e Barra Mansa

PARAÍBA

Campina Grande

CEARÁ

Novo Oriente

GOIÁS

Goiânia

RIO GRANDE DO SUL

Porto Alegre, São Leopoldo e Rio Pardo

MINAS GERAIS

Uberaba

DISTRITO FEDERAL

Brasília


OUTROS PAÍSES

USA, Espanha, Equador e Alemanha


ESCOLAS QUE NOS VISITARAM

Colégio Sagrado Coração de Jesus - Marília-SP
35 alunos do 6o.ano Ensino Fundamental II



Colégio Realize - Marília-SP
26 alunos infantil II e 1o. ano Ensino Fundamental

 




Fundação Casa - Lins-SP
10 internos adolescentes

SESI - Assis-SP
32 alunos de 6o.ano Ensino Fundamental II



EMEF Prof. José Abilio Ferreira Prestes - Arealva-SP
52 alunos do 5o.ano Ensino Fundamental

Colégio Seletivo - Tupã-SP
67 alunos de 5 a 6 anos



Fundação Bradesco - Marília-SP
80 alunos de 6o.ano Ensino Fundamental II




Colégio Polis - Ourinhos-SP
20 alunos 6o.ano Ensino Fundamental II




EMEF João Pereira de Souza Leão - Arealva-SP
28 alunos 5o.ano Ensino Fundamental I

Colégio Flávio Pinheiro - Ibitinga-SP
33 alunos de 7 anos

 




Colégio Cristo Rei - Marília-SP
86 alunos 1o.ano Ensino fundamental I



 
 
 
EVENTOS :
 
Continuamos com pesquisas paleontológicas realizadas recentemente resultaram em importantes descobertas como um fragmento de úmero de titanossauro medindo quase 40 cm de comprimento (ainda não removido do local)  um centro de vértebra possivelmente de crocodilomorfo, dezenas de moluscos bivalves de vários tamanhos e formatos, além de outros fósseis ainda em análise. As escavações devem continuar a fim de que alguns desses materiais não sejam perdidos, e futuramente venham a fazer parte do acervo do Museu de Paleontologia e sejam exibidos e compartilhados com o público
 
 
Nesse mês de abril completamos 24 anos da descoberta do primeiro fóssil de dinossauro encontrado em Marília.
De bancário a paleontólogo...
William Nava explica: "Neste mês comemoro, com muita alegria e emoção, os 24 anos da descoberta do primeiro fóssil de um dinossauro na região de Marília.
Era abril de 1.993, e esse achado abriu uma nova oportunidade na minha vida: a de ser paleontólogo, de seguir um sonho que até então era real apenas através da leitura de jornais e revistas. Era uma curiosidade enfim... Quanto mistério ao abrir a Folha e o Estadão e saber que tinham descoberto fósseis de dinossauros em algum canto do mundo, ou mesmo aqui no Brasil.
Sonhava com isso! Comecei Então a fazer um arquivo dessas matérias, guardadas até hoje, E continuei as buscas, aprendendo a localizar em meio às rochas, os tesouros fósseis guardados há milhões de anos. E cada fóssil descoberto na região, uma confirmação: os dinossauros também tinham passado aqui, na cidade onde moro há tantos anos. Que magia!!!
Depois das primeiras descobertas de fósseis de crocodilos, com seus ovos e coprólitos, tartarugas, peixes, lagartos, anfíbios, moluscos bivalves, gastrópodes, microfósseis e aves, um trabalho incessante ao longo desse tempo todo, que me permite afirmar, com convicção, ter descoberto mais de 2.000  fósseis entre Marília e áreas específicas do oeste paulista.
É preciso, antes de tudo, estar bem de saúde física e espiritual para sobreviver todos esses anos vasculhando rochas em margens de rodovias e no leito e barrancos de estradas vicinais. Mas faço por prazer e por missão: colaborar para o desenvolvimento da paleontologia em nosso país. Sou eternamente grato à minha família e a todos os amigos e profissionais da área, que com seu conhecimento passaram em minha vida por causa dessas descobertas. E grato também aqueles jovens ainda, que buscam em mim aprender um pouco sobre paleontologia.
 

 
 
 
Comemoramos também 21 anos da descoberta dos primeiros materiais cranianos fossilizados destes pequenos e raros crocodilomorfos notossúquios de idade Cretácea que seriam, poucos anos depois, descritos como MARILIASUCHUS AMARILI, numa homenagem à Marília, local dos achados,
Vários outros espécimes viriam a ser descobertos e escavados a partir de então, em associação com ovos fossilizados e coprólitos, enriquecendo sobre a fauna de vertebrados cretácicos que habitou os ambientes primitivos da Bacia Bauru.
 

 
 
 
Recebemos também nesse mês de abril os paleontólogos Rodrigo Miloni Santucci e Adriano Santos Mineiro da UNB - Universidade de Brasília, onde estivemos em pesquisa pela região de Marília nos afloramentos de rochas por busca de icnofósseis.



 
 
 
 
Participamos do 15o. JAPAN FEST em Marília-SP, levando a milhares de públicos um pouco do nosso Museu de Paleontologia...
 
 


 
 
Continuamos com pesquisas paleontológicas realizadas recentemente resultaram em importantes descobertas como um fragmento de úmero de titanossauro medindo quase 40 cm de comprimento (ainda não removido do local)  um centro de vértebra possivelmente de crocodilomorfo, dezenas de moluscos bivalves de vários tamanhos e formatos, além de outros fósseis ainda em análise. As escavações devem continuar a fim de que alguns desses materiais não sejam perdidos, e futuramente venham a fazer parte do acervo do Museu de Paleontologia e sejam exibidos e compartilhados com o público.
 

 
 
 
 

 
 


RELATÓRIO DE ATIVIDADES DO MÊS DE JANEIRO DE 2017

QUANTIDADE DE VIZUALIZAÇÕES DO BLOG

6.958

QUANTIDADE DE VISITANTES NO MÊS
984


VISITANTES DE CIDADES DO ESTADO DE SÃO PAULO
Guarulhos, São Paulo, Avaré, Santos, Garça, Jundiaí, Presidente Prudente, Campinas, Cândido Mota, Barueri, Tupã, Parapuã, José Bonifácio, Porto Ferreira, São Bernardo do Campo, Indaiatuba, Bauru, Agudos, Bragança Paulista, Pirajuí, Osasco, Echaporã, Pompéia, Paraguaçu Paulista, Osvaldo Cruz, Birigui, Salto Grande,  Adamantina, Herculândia, Barretos, Sabino, Assis, Bastos, Barra Bonita, Suzano, Lençois Paulista, Bernardino de Campos, Ourinhos, São Vicente, São José dos Campos, Jaú, Igaraçu do Tietê, Santa Cruz do Rio Pardo, Lins Getulina, Piracicaba, Taubaté, Araçatuba, Junqueirópolis, Dracena, Parisi, Votuporanga, Ribeirão Preto, São João da Boa Vista, Ilha Solteira, Andradina, Pederneiras, Pitangueiras, Itápolis, Duartina, Penápolis, Vargem Grande do Sul.

PARANÁ
Curitiba, Londrina, Arapongas, Cascavel, Goioerê, Foz do Iguaçu, Ponta Grossa, Cambé, Jaguariaíva,
Alto Paraná, Campo Largo, Jacarezinho, Guarapuava e Marialva.

GOIÁS
Goiânia

BAHIA
Ilhéus

ALAGOAS
Maceió

RIO DE JANEIRO
Rio de Janeiro

SANTA CATARINA
Sombrio, Florianópolis, Guamirim, Lages, Otacílio Costa, Campo Alegre, Joinville e Jaraguá do Sul


MINAS GERAIS
Belo Horizonte, Ubá e Patos de Minas

CEARÁ
Fortaleza, Juazeiro do Norte e Pacajus

MATO GROSSO
Cuiabá, Canarana e Comodoro

MATO GROSSO DO SUL
Campo Grande, Ponta Porã, Dourados e Rio Brilhante

DISTRITO FEDERAL
Brasília

PIAUÍ
Simões

OUTROS PAÍSES
Alemanha, Espanha e Portugal


EVENTOS DO MÊS:
Neste mês de janeiro, apesar de estar funcionando com horário reduzido, o Museu de Paleontologia recebeu visitantes de Marília e região, de cidades do interior e também de várias localidades do Brasil. Em 22 dias úteis e atendendo no horário das 9:00 às 12:30 hrs, recebemos cerca de mais de 900 visitantes. Muitas crianças curiosas e divertidas. Entre tantos turistas, chamou atenção uma família da cidade de Canarana-MT, empolgados em conhecer o museu, pois moram próximos à Serra do Roncador, local cheio de grutas de calcário, cachoeiras e muitos mistérios. No museu puderam segurar a réplica do crânio do tigre dente de sabre e fósseis originais de mastodonte, como um dente molar e fragmento de presa.

fotos:




Fotos de várias outras famílias que nos visitaram em janeiro de 2017












Neste mês também o poeta e escritor MÁRIO MILANI esteve no museu com sua equipe de gravação para o programa "MILANI ONLINE TV SOL", canal 13 (Net), para divulgar as últimas descobertas do paleontólogo William Nava.

fotos:




William Nava esteve escavando no oeste paulista onde encontrou outros fósseis de dinossauros que estão para ser retirados.









RELATÓRIO DO MÊS DE DEZEMBRO DE 2016

NR. DE VISUALIZAÇÕES DO NOSSO BLOG

7.346

NR. DE VISITANTES

668

Visitantes de cidades do Estado de São Paulo:

Presidente Prudente, Taciba, Garça, Sabino, Paraguaçu Paulista, Guarujá, Ourinhos, Salto Grande, Bauru, Rio claro, Assis, Botucatu, Santa Cruz do Rio Pardo, Fartura, Praia Grande, Cândido Mota, Herculândia, Osasco, Promissão, Pompéia, Lins, Guaimbê, Adamantina, Araçatuba, São Paulo, Martinópolis, Frutal do Campo, Tietê, Tatuí, Espirito Santo do Pinhal, Flórida Paulista, Valinhos, Sorocaba, Dracena, Paranapanema, Ferraz de Vasconcelos, São José do rio Preto, Monte Alto, Jaú, Guarulhos, Campos do Jordão, Mogi Mirim, Jundiaí, Indiana, São Bernardo do Campo, Junqueirópolis, Indaiatuba, Ribeirão Preto, Campinas, Fernandópolis.

DISTRITO FEDERAL
Brasília

GOIÁS
Luisiânia, Jataí, Goianésia e Jandaia

MATO GROSSO DO SUL
Dourados

AMAZONAS
Manaus

MATO GROSSO
Sorriso e Juína

SANTA CATARINA
Florianópolis, Joinville, Brusque e São José

RIO DE JANEIRO
Niterói, Seropédica e Rio de Janeiro

MINAS GERAIS
Patrocínio e São Gotardo

PARÁ
Marabá

PARANÁ
Curitiba, Londrina, Siqueira Campos, Cornélio Procópio, Jacarezinho, Maringá e Paranaguá

OUTROS PAÍSES
Argentina e Peru

EVENTOS DO MÊS:

Recebemos no Museu esse mês, o paleontólogo  Dr. Rodrigo Santucci e seu Aluno Felipe Cardia, para análise de  alguns fósseis que estão sendo estudados em conjunto com paleontólogo William Nava e para dar andamento ao trabalho de preparação dos fósseis do Dino Titã  e obter melhores informações sobre sua morfologia. Os pesquisadores concluíram que têm em mãos, fósseis de um outro titanossauro que poderia ser ainda maior que o Dino Titã. Uma grande costela e algumas vértebras caudais e cervicais em preparação na UNB, apontam haver no sítio paleontológico do Dino Titã restos desse outro grande dinossauro, a ser melhor escavado. O tamanho dos ossos do Dino Titã indicam que poderia ter tido em vida, entre 13 e 15 metros de comprimento. Este outro titanossauro, a julgar pelas vértebras caudais e costela, poderia atingir mais de 20 metros de comprimento. Uma informação muitíssimo importante para a paleontologia do Brasil.
Fotos:




Na segunda semana desse mês iniciaram-se as visitas de inúmeras famílias, já em férias, ao museu, para conhecer os fósseis de dinossauros e outros animais que viveram em nossa região a mais de 70 milhões de anos. Puderam ver e tocar em ossos fossilizados de titanossauros, uma experiência única.
Fotos:








O paleontólogo William Nava continuou também com seu trabalho de pesquisas de fósseis no oeste paulista.

Fotos: